Pesquisa de experiência do usuário na América Latina: O que fazer e o que não fazer

Para conduzir uma pesquisa de forma eficaz, considere a regra do que fazer e do que não fazer para testes na América Latina, com base em experiências recentes no Brasil, México e Colômbia.  Elas incluem nuances a serem levadas em consideração quando localizar seu plano de teste de usabilidade por país e melhores práticas para culturas específicas.  Incluem também histórias sobre elaboração de protocolos de teste, tradução, condução de estudo, técnicas de observação e noções básicas sobre interface com o usuário.

O artigo completo está disponível somente em inglês.

Rodriguez, A. (2014). Pesquisa de experiência do usuário na América Latina: O que fazer e o que não fazer. User Experience Magazine, 14(4).
Retrieved from http://uxpamagazine.org/ux-research-in-the-top-3-economies-in-latin-america/?lang=pt

One Response

  1. Luis C Aceves disse:

    Great article. I’m the CEO of Usaria, a UX company with offices in Mexico and Colombia. Unfortunately In Latam there are a lot of companies that used to say that they have user research services but that is not true, they are marketing agencies or UI designers, so they don’t have experience doing user research activities like recruiting, screening, using hardware or software like Morae, Silverback, or apply techniques like guerrilla testing, first click testing, tree test, etc.

    Definitely there is a lot of work to do to have more prepared UX professionals.